Quem tem medo de dentista? Temor atinge 30% dos adultos

braquetes-autoligados-ampliam-as-possibilidades-da-ortodontia Você tem medo de ir ao dentista? Se a resposta foi sim, saiba que pertence aos 30% dos adultos com odontofobia, segundo a Sociedade Americana de Odontologia. O mais alarmante é que essas pessoas postergam ao máximo as visitas às clínicas odontológicas, agravando a situação da saúde bucal. Atualmente, tecnologias e práticas modernas fazem com que os tratamentos sejam realizados sem causar dor ao paciente. A Biodente Odontologia investe em equipamentos de ponta e cursos de aprimoramento para promover o bem-estar ao paciente e, também, para que ele não precise adiar a visita ao dentista por medo.

De acordo com o dentista Antonio Trevisani Junior, da Biodente, o profissional sabe quando está diante de um paciente inseguro. “Quando nos deparamos com pessoas que têm medo de dentista, sabemos como lidar de maneira humanizada. Explicamos tudo o que será feito e como vamos proceder para que o paciente confie no profissional. Conversando com o paciente, passamos segurança para ele. Costumo dizer quanto tempo vai levar e avisar quando estou acabando. Isso ajuda a relaxar”, explica o especialista. Segundo Trevisani, o medo afasta o paciente do consultório e isso é muito danoso para a saúde bucal.

Uma pesquisa norueguesa, publicada na revista Community Dentistry and Oral Epidemiology, comprovou que as pessoas com medo de ir ao dentista têm mais cáries, apresentam mais problemas de tártaro e doenças gengivais, como gengivite e periodontite, além de, em alguns casos, perder precocemente os dentes. Ou seja, “muitas vezes o paciente tem um problema simples, que pode ser facilmente resolvido no consultório, e o medo faz com que a situação se agrave, causando dor, desconforto ou até situações mais complicadas. É válido ressaltar que a saúde bucal está diretamente ligada à saúde do resto do corpo”, completa Antonio Trevisani.

DICAS
Fale sobre sua fobia para o dentista. Ele saberá como lidar
Umas das principais armas contra o medo é a informação. Converse bastante com o profissional, tire todas as dúvidas e peça informações sobre o procedimento completo
-  Não espere ter dor para procurar uma clínica odontológica. Muitas vezes o que dói é a patologia, não o tratamento
-  Procure profissionais capacitados e clínicas bem equipadas
-  Procure se manter relaxado, a ansiedade é inimiga dos consultórios odontológicos. Muitas vezes o que assusta é o medo de sentir dor e não a dor em si
-  Visite seu dentista pelo menos uma vez ao ano. A prevenção é o melhor remédio contra a odontofobia

O caminho da dor
A odontofobia sofre uma influência cultural de centenas de anos, quando havia poucos recursos, fazendo com que os procedimentos odontológicos fossem traumáticos ao paciente. Por isso, o medo de ir ao dentista está diretamente ligado à dor, fazendo com que os pacientes procurem um auxílio profissional somente quando ela aparece. “Diferentemente do pensamento da maioria, o tratamento dentário é a solução e não a causa do problema” explica o dentista da Biodente. Ainda, segundo Trevisani Junior, há muitos anos a situação se transformou. Os profissionais estão melhores preparados e contam com o avanço da tecnologia, seja por meio de anestésicos ou por meio de equipamentos de ponta que auxiliam no avanço dos tratamentos dentários.

Fonte: Bem Paraná Saúde e Beleza